"O crescimento populacional é um problema sério que o mundo enfrenta hoje. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, apenas 34% da população vivia em áreas urbanas em 1960. No ano passado, o percentual havia subido para 54%. Com a previsão de crescimento à taxa de 1,5% entre 2015 e 2025, provavelmente em breve precisaremos de móveis que cumprem várias funções.

Anúncio
Um móvel que funciona como otomano e como mesa de centro é infinitamente mais útil para alguém que precisa de espaço do que um que só cumpra um desses papéis. A cama de Murphy foi inventada há mais de cem anos, mas os móveis configuráveis evoluíram muito desde então, basta olhar para os sofás da ProTeas, uma fábrica de móveis da Grécia.

Curiosamente, parece que quando William Murphy criou sua cama, ele não estava preocupado com espaço. Na virada do século 20, não seria certo que uma dama entrasse no quarto de um homem, algo que causava problemas a Murphy, que vivia em um apartamento estúdio. De acordo com a lenda, ele criou a cama dobrável para que seu apartamento parecesse uma sala, ao invés de um quarto. Um século depois, revisitamos as técnicas de Murphy, mas com uma motivação completamente diferente.

Este não é o único exemplo de móveis configuráveis que existe. Além disso, está longe de ser o mais interessante também. Esta empresa francesa oferece versões luxuosas da cama de Murphy, que descem do teto, ao invés de saírem da parede. Diferente da invenção de Murphy, estes móveis parecem ser bem mais inspirados, capazes de adicionar brilho a qualquer casa, seja ela grande ou pequena.

Para quem tem filhos, um beliche faria bastante sentido. Até existem beliches no estilo de Murphy, o sofá abaixo é o que chega mais perto, além de ser um pouco menos ridículo. Seria uma maravilhosa adição ao quarto de qualquer criança, especialmente quando receberem visitas. Confira o clipe abaixo. Encorajamos os leitores que curtirem a interagir conosco em nossa página no Facebook, ou nos comentários abaixo!"